O futuro da equipe esta em jogo(Entrevistando candidatos)

Um esforço em conjunto exige unicidade e foco.Equipes são o coração de uma empresa que tem futuro, ou seja, que conseguirá realizar seu planejamento e atingir suas metas de mercado.

Não vejo um caminho para o futuro que não passe por ter uma equipe unida, focada e dedicada em realizar um visão.

 

O dilema aqui é que uma equipe é feita de pessoas e não existe no mundo algo mais crítico do que a administração de pessoas.

 

Não basta contratar as pessoas e coloca-las em uma sala das 9 as 17 e torcer para que realizem um trabalho.

Equipe é um grupo de pessoas que juntos estão em busca da realização de algo cujo valor todos os membros compartilham (http://pt.wikipedia.org/wiki/Equipe).

E descobrir pessoas que compartilhem da visão da empresa logo na entrevista é impossível. Você não conhece alguém na entrevista de emprego, isso acontece na convivência.

Fica ainda mais difícil trazer pessoas que tenham chance de compartilhar uma visão com a empresa quando a entrevista não fornece para nenhum dos lados informações que não sejam somente técnicas.

Aquela entrevista para programador que você fez baseada em um formulário e depois uma conversa rápida com o RH tem as mesmas chances de oferecer  realização profissional que um Churrasco grego tem de ser saudável.

Como candidato, você não escolhe COMO vai ser entrevistado. Você escolhe como responde. E o entrevistador só tem uma chance de te ouvir de verdade, que é fazendo as perguntas da maneira certa.

Eu admiro quem realiza uma entrevistas. Tive a chance de realizar algumas e a maioria das pessoas que passaram por ela e com as quais tive chance de conversar depois comentaram comigo que em dado momento se sentiam a vontade, mas preocupadas.

Queria compartilhar então o método que utilizo para realizar essas entrevistas(ou melhor, essas conversas).

Ele é simples e exige somente uma coisa: Ter conhecimento sobre a vaga para a qual você esta apoiando o RH no processo de seleção.

1- Conheça a vaga e o que se espera do candidato.

Conhecer a vaga para a qual você esta entrevistando é o mínimo necessário. Sem isso você não tem condições de responder a pergunta se ele é apto ou não.
É por isso, por exemplo, que acho entrevistas realizadas somente pelo RH incompletas. Sem o aval de alguém que conheça aquela habilidade não há conclusão válida.

2 – Conheça a empresa.

Você não pode entrevistar candidatos para uma empresa em que você acabou de entrar – nem você sabe o suficiente da empresa ainda.
Quando você conhece a empresa em que esta trabalhando é possível saber se uma pessoa se encaixa no grupo.
Como eu disse, você esta tentando criar um grupo coeso, focado, voltado a um objetivo. Não adianta contratar um gênio se ele estiver focado em astronomia e sua empresa seja da área de direito, por exemplo.

 

3 – Tenha um grande conjunto de primeiras perguntas.

A primeira pergunta é a chave principal para o sucesso de uma entrevista. Não faça perguntas como: “O que você acha de tecnologia X?”, olhe o CV, encontre algo que você ache interessante e pergunte algo como: “O que você fez com Y que realmente te deixou orgulhoso?” .
LEIA o curriculo antes. Utilize ele como um roteiro e não como uma tábua de salvação. Se tudo que esta ali é verdadeiro, cada um dos itens vai aparecer no meio da conversa.
Não esqueça também de pedir para o candidato relatar algum fracasso. Todos nós temos fracassos. Se não tivemos ainda, não aprendemos o suficiente. Se só temos eles, também não.
A maneira como ele relatar o sucesso e o fracasso já vai te ajudar a saber muito.

4 – Deixe o candidato fluir com suas explicações.

Não acredito em conversas ( acho melhor chamar de conversa do que entrevista) que tenham hora pra acabar. Deixe o candidato discursar da maneira que ele achar melhor sobre o assunto. Quanto mais vocês conversarem, melhor para a empresa e maior a proximidade entre você(empresa) e ele(candidato).

5 – Escolha algo que o candidato falou e você tenha notado um brilho nos olhos e pergunte sobre isso(todos nós temos paixões).

Ele acabou de te contar que o que ficou chateado com quando tentou desenvolver um algoritmo que utilizava os padrões de projeto a,b e c. Ótimo, você tem ótimas próximas perguntas.
Trabalhe para conectar o que é dito com o que esta escrito, afinal, ele te forneceu um script sobre a vida profissional dele e chegou até a entrevista por causa desse script.

 

6 – Repita os passos 4 e 5 o quanto puder e achar necessário.

Um jogo de perguntas e respostas, É isso que você procura e é por isso que você precisa conhecer o cargo que esta em aberto tão bem quanto o candidato que esta a sua frente.
Tenha certeza que se é o candidato certo que esta na sua frente, ele vai procurar em você respostas para algumas perguntas dele.
Ninguém que esteja sendo testado para uma vaga e tenha plena convicção que é capacitado para preenche-la vai deixar você ficar auvindo respostas sem chegar um momento em que vai querer ouvi-las de você também.

 

7 – Incentive perguntas por parte do candidato. 

Em uma entrevista, as perguntas partem de uma ponta para a outra. Não acho isso válido. Assim como acho incompleto chegar no final da entrevista e lançar um “Tem alguma pergunta?”. A pessoa esta sobre pressão e quanto mais naturalmente as dúvidas dele forem sanadas(e também a sua) maiores são as chances de ambos sairem satisfeitos da entrevista.

 

 

Quero adicionar o fato de que o RH é uma peça fundamental de qualquer empresa.Esta na mão dele garantir o futuro.
Ele procura e contrata e cuida de pessoas que estejam de acordo com o presente da empresa e que demonstrem poder se encaixar também no futuro.

E isso envolve a questão de grupos. As pessoas certas nem sempre tem toda a habilidade para o cargo, mas demonstram estar dispostas a trabalhar para alcançar as habilidades requeridas.

Equipes são heterogênios e de desenvolvimento independente. Você não consegue direciona-las por pressão. O máximo que pode fazer é tentar juntar as pessoas certas, que queiram buscar realização profissional dentro do cargo que esta oferecendo e dessa maneira, absorver sua fatia de responsabilidade para o sucesso de todos.

Por último, mas não menos importante. Buscar talentos para a equipe é somente um terço do trabalho. Manter os talentos, ajuda-los em seu processo de conhecimento e realização através da sua empresa é a parte mais difícil.

One thought on “O futuro da equipe esta em jogo(Entrevistando candidatos)

  1. Rapaz ótimo post, senti nas empresas que fiz entrevistas que em algumas eles seguiram bem o que vc falou e ateh me incentivou a pedir mais perguntas e fazer perguntas ao entrevistador.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s