PHP Conference Brasil 2010

Eu espero que você tenha marcado presença na Conferencia Brasileira de PHP ( #phpconfbr ), ou php Conferece Brazil. Why?! Ops. Por que? Simples, pq ela foi a melhor edição do evento até hoje.
Fiquei muito feliz em estar presente e poder assistir algumas coisas interessantes acontecendo.
Coisas boas de monte e uma ou outra coisa a reclamar (pq sou brasileiro e não desisto nunca).

Vamos aos fatos que ninguém quer ouvir.
Sim, o evento precisa ocorrer em um lugar melhor ( #prontofalei ).
Como ocorreu nos anos anteriores, o espaço em que os stands foram montados ficava distante do local em que as palestras estavam ocorrendo e isso não propiciava a circulação dos conferencistas, a não ser nos momentos de intervalo de cofee break entre as palestras. Em suma, sair de uma palestra para ir a outra não dava a oportunidade de passar pelos stands. era muita caminhada. Eu achei uma ótima sacada da organização colocar as plaquinhas na sequencia:

“Salas de palestra por aqui”
“Acredite, você esta no caminho certo”
“Agora falta pouco…”
“Pronto, você chegou. As salas estão todas a sua esquerda”

A brincadeira foi ótima para descontrair, mas isso mostra que o problema é conhecido, porém, apesar de conhecido, sem solução até o momento.
Me sinto obrigado a lembrar que falo de um evento comunitário com uma empresa organizadora – A Tempo Real Eventos e que ela vem melhorando o evento e fazendo experiencias no decorrer dos últimos anos.
Não posso negar que ela tem ajudado a comunidade da America Latina(isso mesmo, esse evento as vezes conta com presença de mais de 4 ou 5 paises latino americanos [não, não estou contando os palestrantes]).
Esse ano, a primeira coisa que tenho a destacar é que, ao contrário de todas as previsões de que o #PHPSP ia acabar não ajudando muito, ou até atrapalhando, o resultado foi uma conferencia que manteve qualidade e que, algumas das melhores palestras estavam na UnConference organizada por eles.
Aos pessimistas, sobrou engolir em seco.
Encontrei muitas pessoas queridas lá. Algumas que realmente só tenho duas ou três oportunidades pra ver durante o ano e que, quando vejo, converso o máximo que posso, ou seja, pouco – tal a inabilidade de contato social (bando de #nerds, [hahahaha]). Tem cara que mora aqui em Sampa, mas a correria impede de ver sempre e caras que vêm de outro estado. Muito bom ver todos vocês, sempre presentes, seja aqui na #phpconfbr, seja no #fisl, ou na #latinoware. Parabéns a todos nós, que trabalhamos com #PHP e para o #PHP.
A segunda é que, após um tempo longe, o @galvao assumiu a diretoria geral do evento. Todos nós torcemos para que ele trabalhe sempre mais e mais e busque manter essa integração com grupos de usuários para inserir na grade os claros interesses do pessoal. Quem sabe esse próximo ano não trabalham com #PHPSP e #PHPSC juntos na organização.
Um lembrete para quem acha que organizar evento é fácil, procurem alguns membros cujo nomes não posso denunciar [hahahah] – Eles têm um vídeo do @galvão tirando uma soneca – o que seria normal – se não fosse no meio de um shopping, com direito a pescada de marlin Azul. Eu prometi não comentar com ninguém isso, mas quem me culparia por não resistir. #fail
No evento, os sempre dispostos a me trollar, criaram a nova hash tag #ivodepatins, com direito a foto de brinquedo patinador e etc. Tudo por que comentei que eu andava de patins( e ainda andaria, se o peso da idade[gordura] não me impedisse). Eu tenho fotos para comprovar, mas pelo meu próprio bem, acho melhor não colocar nenhuma delas aqui. 🙂
Enfim, parece que a era de tentar colocar a hashtag #chupaivo no trend topics ficou para trás.

Deixa eu ver o que mais…..
Tem uma empresa especial que conheci na #phpconfbr que durgiu la pelas bandas do Sul. A Code Rockr ( http://www.coderockr.com ) que, com um nome desse só podia ser arte do @xorna e @eminetto. Bom trabalho pra vocês caras, por que como eu já disse uma vez, tem gente para a qual não precisamos desejar sorte. O trabalho faz ela aparecer.

E…. a tá, tem as palestras e os palestrantes. 🙂
Consegui ir a poucas.
O @alganet, que palestrou pela primera vez em um evento. E já chegou solando, com session tripla. Três palestras no mesmo evento. Não sabia que alguém poderia suportar isso, quanto mais superar. Até que soube que @zaip ficou com 4 sessions. #WTF Esses caras tiveram um evento, no mínimo, cansativo ( @zaip parecia um membro dos sem terra no último dia – chinelo camiseta e bermuda tentando relaxar e se manter acordado).
Parabéns para vocês dois.

Parabéns para o @eminetto que ministrou uma palestra onde falou de gearman ( e os possíveis resultados de pesquisar essa palavra no @google ) + memcache que me fez chegar em casa e ir para o computador pesquisar sobre esses sistemas. Você adicionou inumeras possibilidades aos meus modelos de arquitetura, pode ter certeza.
O Rodrigo Sales, da http://mestreseo.com.br fez uma apresentação na UnConference sobre SEO, mais especificamente desse assunto focando em RegExp. Pude bater um papo legal com o cara durante e depois da palestra. Acho que temos muito a conversar ainda.
E, por fim, a palestra do @guilhermeblanco – JavaScript para Adultos. O cara estava impossível (mesmo sem a faixa do rambo (?!)). Houveram relatos de browsers que se sentiram enciúmados do tipo de intimidade que você tem com JavaScript. #showdebola.

Uma palestra especial ocorreu no primeiro dia de eventos, ao final dos cursos. @joshholmes apresentou o tema “Speak for speakers”, voltada a trocar informações sobre maneiras de realizar uma boa apresentação e conseguir passar sua mensagem. Essa palestra terminou com um laboratório que teve entre algumas das “vitimas” o senhor @guilhermeblanco e seus pernas inquietas (never walk without purpose) e @alganet (dont use bullets and read it). Muito engraçado, Foi um dos bons momentos do eventos para os palestrantes e a todos que estiveram presentes, parabéns.Parabéns também a quem conseguiu organizar essa apresentação extra ( @rdohms e @rogerioc ) .

Seguindo a tradiçnao, eu também palestrei. E foi minha primeira palestra sem uma – UMINHA sequer – linha de código.
Falar do que eu acho importante destacar nessa busca eterna de conhecimento que é nossa profissão foi muito satisfatório – Ouvir no final da palestra o que eu ouvi é melhor ainda.
Obrigado a todos que estiveram lá presentes e ao “quase completo” time de programadores que estiveram próximo do meu trabalho com PHP nesse último ano. Vocês são os melhores, no mínimo vocês me suportam todos os dias [hahahaha].
Um amigo que estava presente na palestra resumiu o estado daquele momento assim:
“É…. o cara quando chega aos trinta realmente começa a refletir.”

E eu concordo. É a mais pura verdade.

A Zend esteve representada pelo Maurice Kherlakian, que bateu altos papos com o pessoal da comunidade PHP.
Na missão de levar para a Zend um feedback do Brasil acerca do que esperamos deles. Tenho certeza de que o que Maurice mais ouviu foi que precisamos de um telefone com DDD 11 para onde ligar quando alguém insistir em usar o único argumento que ainda, e somente as vezes, atrapalha grandes corporações de adotarem o PHP para projetos Enterprise. As pessoas querem ter para quem ligar. nada melhor que a Zend.

O Christopher Jones, representante da #Oracle, ficou meio acanhado esse ano. Diz ele que foi o jet Lag que pegou ele de jeito. Sei não hein, me pareceu mais o problema com o MySQL (#justjoking). Conversamos um tempão e, não é que humor inglês é bom mesmo 🙂

E o Saldo geral para o resto do mundo é que muita gente trocou informação. Aprendeu algo interessante. Também uma nova empresa nasceu – a Code Rockr.

Saldo geral para mim agora eu tenho um iô-iô,dois baralhos de scrum da @pagseguro, um livro de Zend Framework do Flávio Gomes da Silva Lisboa que a @ovodecodorna ganhou e mais uma duzia e pouca de amigos que espero muito ver ano que vêm já que, pasmem, o maluco do Anderson da Tempo Real @andersonoap + @temporealeventos falou em alto e bom som.
Todos que estão na foto junto ao elephante gigante ( que não é nem eu, nem o @alexandretaz ) que ocorreu no final do evento estão com suas entradas para as palestras garantidas.
Isso foi de surpresa, só o cara sabia.
Se esse ano tivemos X participantes, ano que vem espero 3X.

Por fim, um mea-culpa.
Enquanto eu escrevo esse post para publicar na segunda-feira, o pessoal esta no open-beach. Todo mundo sentado na beira da praia, relaxadão (menos o @alganet – que prefere uma blusa do Iron e bermuda preta, ali no calçadão mesmo e acha areia de praia um treco esquisito [eu concordo e ainda adiciono que a água é mais estranha ainda – os peixes transam nela] ). Eu tenho que me entregar. Falei que ia, mas sabe como é, cheguei aos trinta e agora não tenho mais aquele pique todo…

as últimas palvras nesse post não podiam ser outras: Correr ta me fazendo bem pra caramba.

Advertisements

11 thoughts on “PHP Conference Brasil 2010

  1. Fui pela 1ª vez e adorei. Enfatizo que aprendi muito sobre Otimização de Sites com @sergio_caelum, gostei da palestra de Scrum de @andre_ibbrasil, embora não tenha dado tempo dele falar tudo que pretendia.
    Pontos negativos, concordo sobre a distância entre o salão de patrocinadores e sala de palestras. Também não foi legal o atraso de sexta – os palestrantes tiveram que encerrar a palestra antes, em 50min – as meninas da organização do evento apressando na porta e os palestrantes correndo no final. E quando entramos no salão, estavam terminando de montar os stands, de arrumar.
    Vi muita gente não entender nada a questão de “confirmar presença” para ganhar certificado e reclamar de ter que aguardar a impressão (sim, muitos não prestam atenção ao que é falado no microfone).
    Dispensável também no próximo evento o “coffe-break” oferecido…
    Meu saldo também incluiu uma camiseta twitter da MS. Mas fiquei mesmo foi querendo aquele elePHPant de pelúcia 😥
    No evento de 2011, queria ver palestra do Pablo Dall’Oglio sobre PHP-GTK. Sugestão já dada ao Galvão.
    É isso!

  2. Excelente post, Ivo! Concordo com você, esse ano o evento superou todas as expectativas! Os palestrantes internacionais foram geniais, além de muito carismáticos com todo o público. Galvão e TempoReal Eventos estão de parabéns com relação a organização do evento. Bom, já a questão da distância dos stands para as salas. Falei com a coordenadora de cursos ano passado, e falarei de novo esse ano reforçando ainda mais o problema. Quem sabe ano que vem eles não melhoram isso 🙂
    Eu também saí de lá com novos amigos (Felipe Nascimento, de Porto Alegre foi um deles), um livro de MySQL – Guia do Programador (do André Milani), camiseta da MS, caneca da MoipLabs. E o mais importante, com mais conhecimento sobre o universo PHP e com muito mais vontade de continuar aprendendo para contribuir com essa comunidade maravilhosa!
    Um abraço e até ano que vem na #phpconfbr 2011 !!!

  3. muito bom o post ivo, sem duvidas a phpconferencebr é fantástica se você sugar ao máximo o que o evento lhe oferece você consegue sair de la com uma visão muito mais ampla. sem contar o network que é fantástico.

  4. Ivo

    Sobre a necessidade de se marcar presença para receber o certificado, tenho as seguintes observações a fazer:

    1) Nem todos estão presentes o tempo todo no galpão. Eu por exemplo não ouvi este comunicado e pode ter certeza de que presto atenção a todos eles.

    2) Se era algo mandatório, que fosse, no mínimo, informado pelo pessoal no primeiro credenciamento de que no dia seguinte teria de ser feita a confirmação de presença.

    3) Tendo comparecido ou não, o indivíduo pagou pelo evento, então o MÍNIMO que deveria ser feito seria imprimir o certificado do camarada, quer ele fosse ou não, pios os custos com o papel e a tinta foram devidamente pagos.

    No mais, concordo com a distância entre as palestras e o “hall comum” do evento e achei precária a divugação do Unconferece, que enfim teve bom conteúdo.

    • oi Carlos,
      a UnConference não precisava, obrigatoriamente, ser altamente anunciada. Mas duvido que voce tenha passado na frente da sala de palestras e nao tenha notado que algo de incomum acontecia na maior sala do evento. 🙂
      Mas me conta ai, você não viu nada de bom, só coisa ruim?

  5. @Ivo Nascimento

    Opa, não me entenda mal, Ivo, eu gosto muito do evento, inclusive começo a partir dos mini-cursos, na Quinta. Este ano escolhi o de Zend. Eu apenas ressaltei este ponto negativo da presença porque fiquei bem revoltado com isso ^^

    O evento tem inúmeros pontos positivos sim, principalmente no conteúdo que é sempre um adicional imenso ao meu parco conhecimento.

    • Levei a mal não… achei muito bom colocar seu ponto de vista.
      Só quis saber se havia também pontos positivos na sua analise.
      Não seria real da minha parte ignorar que o que você falou aqui é uma quixa de outras pessoas também.

      Abraços.

  6. Grande Ivo!

    Obrigado pelo post, muito bacana. A gente tenta sempre melhorar os pontos negativos – que, sim, conhecemos bem – e trazer algo de novo a cada edição para que o evento tenha sempre alguma coisa emocionante para quem participa.

    Como para o ano que vem uma das minhas principais idéias é fazer o possível para começar a organizar o que der bem cedo (talvez já em Fevereiro estejamos tentando realizar algumas coisas), a chance de conseguirmos reduzir os problemas é grande.

    Obrigado a todos pelas observações, estamos sempre de olho.

    Abraços,

    Galvão

  7. Muito bom o post Ivo, e o PHP Conference desse ano valeu muito. Realmente a distância entre a área de expositores e as salas de palestras atrapalhou um pouco.

    Mas valeu a pena, principalemente pelas discussões no unconference, =)

    Até mais!

    • Yes, I believe this.
      Next Year I hope you make Brasil-RJ => Brasil=>SP and go fun 😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s